segunda-feira, 25 de julho de 2011

Havia uma pedra no caminho...




HAVIA UMA PEDRA NO CAMINHO...

Clóvis Campêlo

Penso que mais uma vez a luzinha vermelha deve ter piscado no Arruda. O empate, em casa, não foi um bom resultado. Havia uma pedra no caminho, amigos, e era maior do que pensávamos.
No primeiro tempo, a equipe foi displicente, achando que venceria o jogo a qualquer momento. Zé Teodoro percebeu isso e fez modificações na segunda etapa que vieram a melhorar o nosso desempenho. Mas, mesmo assim, não conseguimos vencer. Acho que o dedo do treinador, a escalação e a mexida na equipe, dessa vez, não foi tão eficiente como em outras ocasiões. Numa competição desse nível, curta, não se podemos vacilar muito, sob o risco de pagarmos caro.
Espetáculo mesmo, mais uma vez, foi dado pela torcida coral. Mais de 42 mil pessoas lotaram o estádio José do Rego Maciel, as Repúblicas Independentes do Arruda, e fizeram uma festa colorida, apesar do empate.
Dentro de campo, as limitações da equipe, mais uma vez, ficaram evidentes. Tanto é assim que o treinador já botou a boca no trombone, pedindo reforços que venham para resolver os problemas e não para simplesmente aumentar o tamanho do elenco. Contratar com competência e com a aprovação do treinador, esse deve ser o lema da diretoria coral.
Pelo terceiro ano consecutivo, estreamos em casa, pela Série D do Campeonato Brasileiro, sem conseguirmos vencer, frustando a nossa torcida fiel. Em 2009, empate de 2x2 com o Central; em 2010, derrota por 1x0 para o CSA, e, em 2011, empate de 0x0 com o Guarany de Juazeiro do Norte.
No próximo domingo, enfrentaremos o Porto, em Belo Jardim, numa boa oportunidade para se recuperar os pontos perdidos ontem. Com certeza, a torcida coral invadirá a cidade e empurrará o time em busca de um melhor resultado. O tempo urge.
O Santinha empatou com Tiago Cardoso; Memo, Leandro Souza, Thiago Matias e Dutra; Jeovânio (Jeferson Maranhão), Chicão (Têti), Weslley e Renatinho; Rodrigo Gral (Flávio Recife) e Tiago Cunha. Público de 42.584, para uma renda de R$ 474.491,00.
Um grande clube, com uma grande torcida e que precisa se afirmar definitivamente dentro de campo.

Nenhum comentário: