sábado, 27 de agosto de 2011

Rumo à Sobral


Charge de Ronaldo/JC, Recife, 23.08.2010

RUMO À SOBRAL

Clóvis Campêlo

Sobral é a terra onde nasceram o humorista Renato Aragão e o compositor Belchior. Com cerca de 180 mil habitantes, é a quinta cidade mais povoada do Ceará, situando-se às margens do rio Acaraú, a 238 quilômetros de Fortaleza.
Segundo o novo pai dos burros, o dicionário virtual Wikipédia, a cidade ficou conhecida internacionalmente por ter sido o local da comprovação da Teoria da Relatividade de Albert Einstein, em 1919. A história é a seguinte: naquele ano, a Expedição Britânica do Eclipse Solar, liderada por Arthur Stanley Eddington, deslocou-se para a cidade cearense e para a Ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe, para, graças a um eclipse, comprovar a distorção que a luz sofre ao chegar ao chegar à Terra. Como o céu estava nublado, na Ilha do Príncipe, a experiência terminou sendo coroada de êxito em Sobral, tornando a cidade conhecida internacionalmente por isso. Hoje, na praça da Igreja de Nossa Senhora do Patrocínio, existe o Museu do Eclipse, construído em homenagem à cidade e aos físicos e astrônomos que participaram do feito.
Ainda segundo o Wikipedia, a palavra Sobral é de origem latina e significa abundância de sobreiros, uma árvore de cujo tronco se extrai a cortiça.
O Guarany de Sobral foi fundado no dia 2 de julho de 1938. O seu nome foi escolhido em homenagem ao Dr. Antônio Guarany Mont'Alverne, primeiro médico de Sobral nascido na cidade. Os feitos mais expressivos do clube são a conquista de quatro campeonatos estaduais da 2ª Divisão Cearense (1966, 1999, 2005 e 2008) e a classificação à Série B do Campeonato Brasileiro, em 2001. Seu uniforme é rubro-negro e seu estádio, o Estádio do Junco, tem capacidade para 15.00 pessoas.
É nesse cenário e contra essa equipe que o Santa Cruz dará sequência à sua participação na Série D do Campeonato Brasileiro de 2010. Apesar dos poucos títulos e da pouca tradição do nosso adversário, primeiro colocado na sua chave, sabemos que não vão ser fáceis os dois jogos contra o bugre sobralense.
Mas, como diz o meu amigo Renato Boca-de-Caçapa, tricolor convicto e criador do imaginário Bloco da Cobra Teimosa, quem entra na chuva é pra se molhar e a vitória conquistada ontem, em Maceió, contra o CSA, já nos credencia a almejar outras façanhas.
Assim sendo, Sobral será mais uma etapa da nossa odisseia reabilitadora. E todo tricolor que se preza não despreza nunca a possibilidade de uma vitória contra um adversário rubro-negro, seja ele qual for!
Cada vez mais, companheiros, creio que o futuro será tricolor!

Obs.: Crônica escrita após omjogo CSA 1 x 2 Santa Cruz, em 22.08.2010 e postada originalmente no blog Inútil Paisagem.

Nenhum comentário: