domingo, 2 de outubro de 2011

Passo a passo




PASSO A PASSO

Clóvis Campêlo

Não é só pelas ladeiras de Olinda, durante o Carnaval, que a cobra coral arrasta multidões. Nessa Série D, temos demonstrado que a nossa torcida fiel acompanha a cobrinha para onde ela for. Ontem, em Coruripe, foi assim. Cerca de 1.400 torcedores corais invadiram a cidade e assistiram ao empate de 0x0 com o time local, comemorando a classificação do Santinha à fase seguinte do torneio. Em um estádio cujo público médio nos jogos da Série D era de pouco mais de 700 pessoas, colocamos o dobro disso nas arquibancadas e ainda arrastamos mais 2.300 torcedores locais para ver a nossa classificação. A cobrinha quando entra no gramado é sempre uma atração a mais.
Agora, estamos a apenas dois jogos da Série C, em 2012, mantendo acessa a esperança de voltarmos, passo a passo, à Série A em 2014, ano do nosso centenário. Dentro de campo, conquistamos o resultado que nos interessava. Tudo isso com muita luta, garra e perseverança.
Mais uma vez, Zé Teodoro surpreendeu a todos escalando a equipe de forma inesperada e reutilizando o esquema 3-5-2, cuidando da defesa e contra-atacando com segurança. Deu certo e agora temos mais uma semana de preparação e correção dos erros para o próximo jogo.
Ontem, no estádio Gerson Amaral, em Coruripe, contra a equipe de mesmo nome, empatamos com Tiago Cardoso; Éverton Sena, Walter e André Oliveira; Memo, Jeovânio (Bismarck), Wesley, Washington e Dutra; Tiago Cunha (Chicão) e Kiros (Ludemar). Treinador, Zé Teodoro. Público de 3.684 pessoas para uma renda de R$ 43.580.
Agora é esperar que Treze de Campina Grande e o Santa Cruz potiguar decidam a outra vaga para sabermos quem será o nosso próximo adversário. Passando por ele, estaremos no quadrangular final, garantindo o acesso, independentemente do título.

Nenhum comentário: