domingo, 22 de janeiro de 2012

E o jogo não foi 1x1...



E O JOGO NÃO FOI 1x1...

Clóvis Campêlo

Dez horas da manhã desse domingo chuvoso no Recife, toca o telefone. Era o meu amigo Alberto Félix que, de São Paulo, tricolor e saudoso, me pergunta:
- E o Santinha hoje?
Respondo que o Santinha não perde duas partidas seguidas, mesmo que seja contra o líder e surpresa do campeonato.
- Esse jogo tá com cara de empate...
- Passei a noite toda sonhando com Jackson do Pandeiro e com aquela música dele: "Esse jogo não é 1x1..."
- Podes crer, camarada, perder não perdemos!
O dia foi longo, invernoso em pleno mês de janeiro.
Chega 4 horas e o Santa entra em campo e na tela da Rede Globo. Monopólio? Não quero nem saber! Isso tudo está me cheirando à alegria.
Dez minutos de jogo e Serra Talhada 2x0. A nossa defesa não sai do chão, parece ter os pés de chumbo. Em Serra Talhada não chove, mas a tarde torna-se ainda mais nublada.
"Vamos ser goleados?", pergunta um tricolor de pouca fé.
Vejo o nosso Cristo nas arquibancadas e respondo: "É claro que não!"
Dito e feito. 2x2 é o placar do primeiro tempo.
No segundo, deslanchamos, botamos o Cangaceiro na roda e viramos o jogo: 4x2.
Espantamos o fantasma do campeonato. Descascamos a Laranja Mecânica do Sertão! A Cobra continua venenosa!
Toca o telefone novamente. Era Dal, tricolor de Surubim, vibrando com a virada. Marcamos que quarta-feira é dia de irmos ao Arruda para ver a estreia de Carlinhos Bala e Luciano Henrique. Concordamos que Anderson Pedra foi o nome do jogo. Tchau!


O telefone toca novamente. Era Renato Boca-de-Caçapa, completamente embriagado pela virada. Depois de dois arrotos e dois "pelo Santa tudo!", desliga.
Fico só e feliz. Vencemos com uma grande atuação. Quarta-feira, o Arrudão vai explodir!

2 comentários:

Walter Silva disse...

Opa camarada! vi os dois primeiros contra nós. Tive que sair do escritório, porque depois do telefonema de minha filha from BOSTON, recebi uma visitinha de duas ex-alunas pedindo uma ajudazinha... não me neguei.
Em compensação, vi os dois últimos mas perdi o empate, talvez glorioso. A virada foi providencial.
Precisamos ajeitar o contra-ataque mode não passar por vergonha na quarta.
Valeu!

Sileiman Kalil Botelho disse...

Acabei de ler aqui no jornal a vitória do Santa sobre o Serra Talhada que vinha famoso!!! Parabéns!!! Que ele se afirme dagora em diante e não volte a dar mancadas!!! Grande abraço.