domingo, 29 de janeiro de 2012

A marrada do Bode



A MARRADA DO BODE

Clóvis Campêlo

Meus caros amigos, corais, juro que pensei em escrever este artigo com o título de "Amarrando o Bode". Para isso, porém, teria sido necessária a vitória do Santa Cruz contra o Araripina, ontem. Como perdemos, o título, com muita justiça, mudou. Não que o Santinha tenha jogado mal. Apenas perdeu gols em momentos essenciais e, o que é pior, através de Wesley, perdeu o segundo penalti consecutivo em dois jogos.
Mas, o Bode do Sertão ganhou com justiça. Foi mais equilibrado dentro de campo, teve mais alma e mais competência para fazer os gols que precisava nas horas certas.
Mais uma vez, resta-nos o consolo de sabermos que esse não é o time principal do Santa Cruz. Acreditamos que os jogadores que ainda não estrearam farão a diferença.
No entanto, como já dissemos antes, o Campeonato Pernambucano é curto e não permite muitos vacilos sob o risco de a vaca (ou a Cobra) ir para o brejo.
Algumas interrogações nos incomodam e, é claro, nos momentos de derrota afloram com mais força. A primeira dúvida: por que Leo não tem uma vaga garantida nesse time, já que sempre corresponde em campo, inclusive, nos dois jogos anteriores, marcando gols importantes? A segunda: por que sacar Renatinho do time, que vinha jogando bem e fazendo a diferença e fazendo gols, e colocar Dutra, parado há quinze dias e visivelmente sem ritmo de jogo?
Não duvidamos da capacidade de Zé Teodoro, embora em determinados momentos ele se mostre turrão e sem querer ver o que toda a torcida coral percebe e quer.
Mas nada está perdido ainda. Na próxima quarta feira, em casa, enfrentaremos o Central. Quem sabe a Patativa não pague o pato?

FICHA TÉCNICA
JOGO: Araripina 2x0 Santa Cruz. DATA: 28/01/2012 (sábado). LOCAL: Estádio Chapadão do Araripe, em Araripina. JUIZ: Sebastião Rufino Filho. AUXILIARES: Ubirajara Ferraz e Paulo Stefanello. Equipes: ARARIPINA: Leo; Jamerson, Serginho, Éverton e Aílton; Gideon, Marcelo Pitbull (Fabinho Vitória), Vassoura e Mizael (Nílson); Cristovão e Vanderlei (Marcelo paraíba). Técnico: Mirandinha. SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Eduardo Arroz, Leandro Souza, André Oliveira e Dutra (Renatinho); Anderson Pedra (Carlinhos Bala), Memo, Wesley e Natan (Luciano Henrique); Flávio Recife e Branquinho. GOLS: Vanderlei e Cistovão. CARTÕES AMARELOS: Marcelo Pitbull, Leo, Éverton, Fabinho Vitória e Gideon, do Araripina, e Anderson Pedra, do Santa Cruz. PÚBLICO: 5.460. RENDA: R$ 35.840.


Um comentário:

Walter da Silva disse...

Caro CLÓVIS, obrigado pelo envio. Mas aquela de sábado diante do pessoal do sertão.... pqp. Foi demais, camarada. Com esse meio- campo claudicante, não tem Carlinhos BALA que aguente. Aliás, eu andei
chamando ele de Carlinhos TARTARUGA...sei não, camarada!
abraço,