quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O nome dele era Mirobaldo







Fotos 1 e 2: Primeiro treino de Mirobaldo no Arruda. Foto 3: Mirobaldo atuando contra o santo Amaro. Foto 4: Luciano Veloso e Rivaldo comemoram gol contra o Ferroviário. Foto 5: Uriel em ação contra o Íbis (Fonte: Diário da Noite)

O NOME DELE ERA MIROBALDO

Clóvis Campêlo

Quando da reforma do gramado do Estádio do Arruda, em 2008, a mídia esportiva nacional se admirou com a presença de mil torcedores nas arquibancadas para ver a implantação do novo piso.
Pois bem, no dia 2 de fevereiro de 1969, pela manhã, duas mil pessoas compareceram nas Repúblicas Independentes do Arruda para ver o primeiro treino do atacante Mirobaldo, recém-contratado ao Confiança de Aracaju. Ainda desabientado e sem ritmo, Mirobaldo fez um treino apenas razoável. A grande sensação foi Rubens Salim que comandou o ataque no time reserva na vitória por 5x1 sobre os titulares. Após o treinamento, Mirobaldo assinou contrato com o Santa, com salários mensais de Ncr$ 700,00.
No dia seguinte, o Santa Cruz completaria 55 anos de existência, comemorados com um coquetel, na sede social, e com a promessa da nova diretoria de fazer o clube, que não ganhava um título estadual desde 1959, retornar aos seus dias de glória.
Mas a torcida coral queria ver Mirobaldo, seu novo xodó, em campo, vestindo a camisa tricolor. Assim, na noite do dia 6, no Arruda, o atacante estreia no amistoso contra o Santo Amaro, mais conhecido na época como Vovozinhas, por conta do patrocínio do radialista Alcides Teixeira, que na época mantinha um programa radiofônico asistencialista com o nome de Programa das Vovozinhas. O Santa vence por 7x1, com gols de Nivaldo (2), Alberi (2), Luciano Veloso, Fernando Santana e Mirobaldo, que marca o seu primeiro tento com a camisa coral e é poupado na segunda etapa do jogo. O Santa venceu com Pedrinho (Lula Vasquez); Noberto, Adevaldo (Edson), Rivaldo e Valdir; Zito e Luciano Veloso (Inaldo); Cuíca (Fernando Santana), Uriel (Alberi), Mirobaldo (Erandi) e Nivaldo. Renda de Ncr$ 3.484,00.
No Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz estrearia no dia 9, no Estádio do Arruda, ainda em construção, vencendo por 2x1, gols de Luciano Veloso, num jogo duro e disputadíssimo. Mesmo com Mirobaldo não jogando (sua transferência ainda não havia sido enviada pela CBD) a torcida prestigiou, propiciando a maior renda da rodada: Ncr$ 8.829,00. Vnecemos com Pedrinho; Noberto, Birunga, Rivaldo e Valdir; Zito e Luciano Veloso; Joel, Uriel, Erandi e Nivaldo (Fernando Santana).
Com a paralisação do certame estadual por conta do Carnaval, o Santinha enfrentaria o Treze de Campina Grande no dia 12, no Arruda, vencendo por 3x0, gols de Fernando Santana, Luciano veloso e de Mirobaldo, que já caíra definitivamente nos gosto da torcida.
No dia 23, após a pausa carnavalesca, voltamos a campo para golear o América por 5x0, depois de um primeiro tempo em 0x0. Jagunço, que também fez história no futebol pernambucano jogando pelo Íbis, fechara o gol, na primeira etapa, deixando a torcida apreensiva. No segundo tempo, porém, com a entrada de Uriel no lugar de Erandi, a Cobrinha deslanchou e enfiou cinco tentos no Periquito. Uriel, Jaminho (contra), Zito, Luciano Veloso e Mirobaldo foram os goleadores. Renda de Ncr$ 14.435,00. O Santa jogou com Pedrinho; Noberto, Birunga, Rivaldo e Valdir; Zito e Luciano Veloso; Joel, Erandi (Uriel), Mirobaldo e Fernando Santana. A vitória propiciou um bicho de Ncr$ 50,00 para cada jogador.
Fechamos o mês de Momo enfrentando e derrotando o Íbis por 2x0. Grande atuação de Omar, goleiro do Pássaro Preto, impedindo que o seu time tomasse uma goleada. Os gols foram de Luciano Veloso, o meia artilheiro, e Rubens Salim. Segundo o Diário da Noite, o Santa Cruz começou jogando com Pedrinho; Noberto, Birunga, Rivaldo e Valdir; Zito e Luciano Veloso; Joel, Uriel, Mirobaldo e Fernando Santana.

Na preliminar, pelo campeonato de juniores, Santa Cruz 6x0, com destaque para um atacante moreno e magrinho, vindo da Usina Trapiche e que começava a se destacar na categoria como goleador. Seu nome: Ramon.

- Postagem revisada e atualizada em 20/01/2018

4 comentários:

Walter Silva disse...

Vejaí CLÓVIS: só assim encontrava um santacruzense que sabe quase tudo sobre o SANTINHA. Uma dúvida: esse Ncr$, refere-se a que? naquela
época, que me lembre, não havia cruzeiro novo(?). Me ajuda aí tricolor!
Detalhe: nesse dia 02 de fevereiro de 1969, eu completava um ano de graduado e me preparava comme il faut pra casar no dia seguinte com
a mulher mais bonita de Campo Grande.
abraço,

Clóvis Campêlo disse...

Meu caro Walter, Givanildo chegaria depois. Ramon também.
A minha sabedoria sobre o Santinha deve-se às pesquisas que faço nos jornais do Arquivo Público Jordão Emerenciano.
As informações sobre valores estão lá, nos jornais da época.

Wagner Dantas disse...

Encontrei semana passada um Sr que se Duz ser Mirobaldo que jogou na década de 60 pelo Confiança Se, Santa CruZ Pe e Treze F C de Campina Grande PB. Sera o mesmo Mirobaldo que VC citou?

Wagner Dantas disse...

Encontrei semana passada um Sr que se Duz ser Mirobaldo que jogou na década de 60 pelo Confiança Se, Santa CruZ Pe e Treze F C de Campina Grande PB. Sera o mesmo Mirobaldo que VC citou?