terça-feira, 20 de março de 2012

Descendo a serra, subindo no Estadual



DESCENDO A SERRA, SUBINDO NO ESTADUAL

Clóvis Campêlo

Nada como uma boa vitória para acalmar os ânimos e dissipar as angústias. E foi isso o que se deu. Subimos a Serra das Russas no domingo e, contrariando as últimas estatísticas, de lá voltamos com um resultado positivo. Fazia tempo que o Santinha não derrotava o Central em Caruaru. Luciano Henrique e Dênis Marques se encarregaram de quebrar esse tabu. E com a vitória, mantivemo-nos no G4. Basta agora derrotar o Belo Jardim amanhã, no Mendonção, para encostarmos nos líderes da competição. Afinal, vale a pena sempre lembrar, é no quandrangular final que o campeonato se decidirá.
Quem viu a vibração de Zé Teodoro pelos jornais quando da marcação do nosso segundo tento, pode bem avaliar o nível de tensão que reinava no Arruda. Os conflitos ocorridos nos treinos da semana, entre o elenco, torcedores e seguranças do clube demonstraram que não havia mais lugar para erros e falhas. A vitória serviu para amenizar esse clima reinante e para retransmitir à torcida um sentimento de confiança e de recuperação. Não podemos é entregar o ouro ao bandido, amanhã. A situação ainda existente não nos dá esse direito.
Boa parte da crônica esportiva pernambucana que cobriu o jogo, em Caruaru, elegeu Memo como o craque do jogo. Não só por sua atuação como terceiro zagueiro, mas também pelas subidas eficientes ao ataque.
Um outro jogador que teve boa participação na peleja foi o meia Luciano Henrique. Além do gol do empate, criou boas jogadas e esqueceu a apatia que vinha marcando as suas atuações.
Renatinho também deu conta do recado como ala esquerda, e Dênis Marques, depois de se envolver na jogada confusa que resultou no gol centralino, marcou o tento da vitória, chegando ao seu sexto gol e encostando nos principais artilheiros do Estadual.
Portanto, no domingo próximo passado, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, com gols de Luciano Henrique e Dênis Marques e perante um público de 9.418 torcedores, derrotamos o Central com a seguinte escalação: Tiago Cardoso; Memo, Éverton Sena e William Alves; Diogo, Anderson Pedra, Memo, Chicão (Luciano Henrique), Wesley (Carlinhos Bala) e Renatinho; Geílson (Flávio Recife) e Dênis Marques.
Agora, resta-nos dar sequência ao trabalho de manutenção do time no G4. Nesse sentido, uma vitória amanhã, em Belo Jardim, é imprescindível. Vamos esperar que mais uma vez a equipe encarne o espírito guerreiro que toda a torcida quer ver e traga os três pontos necessários. Afinal, temos mais time, mais tradição, mais torcida e mais história.

Nenhum comentário: