segunda-feira, 11 de junho de 2012

Santa Cruz 3 x 2 Campinense

SANTA CRUZ 3 x 2 CAMPINENSE

No desafio dos campeões de Pernambuco e Paraíba, os recifenses levaram a melhor com dois gols de Dênis Marques
Campeões estaduais por Pernambuco e Paraíba respectivamente, Santa Cruz e Campinense se encontraram na tarde deste domingo, no Recife, para um amistoso no estádio do Arruda. A partida interestadual ocorreu debaixo de chuva e teve como vencedor o Tricolor, que ganhou por 3 a 2. Apesar do ingresso ter sido vendido a R$ 10, o público foi de apenas 3.727 torcedores e a renda foi de R$ 36.770. O jogo serviu como forma de movimentar os jogadores enquanto a Série C, que terá a participação dos pernambucanos, e a Série D, com os paraibanos, não têm início.
 Os gols do Santa Cruz foram marcados por Dênis Marques (duas vez, na etapa inicial e final) e Renatinho (no segundo tempo). O Campinense balançou as redes com Charles Vágner (aos 37 minutos do primeiro tempo) e Adriano Felício (aos 28 minutos da etapa complementar). Felício ainda teve a chance de empatar a partida de pênalti no final do jogo, mas bateu fraco e o goleiro Fred, que havia entrado poucos minutos antes da penalidade, defendeu e garantiu a vitória recifense.

Santa Cruz x Campinense - Dênis Marques (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Dênis Marques acabou com pretensões do Campinense no Recife (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)Um gol para cada lado

Talvez desmotivados pela chuva e pelos clarões na arquibancadas do Arruda, os jogadores do Santa Cruz e Campinense pouco produziram em campo. A sonolência dos atletas pernambucanos e visitantes foi tamanha que no primeiro tempo o primeiro chute a gol só saiu aos 20 minutos. Dênis Marques arriscou de fora da área, mas a bola passou longe da meta do goleiro Pantera.

Daí em diante, o jogo seguiu sem muita emoção até o lance do primeiro gol da partida. O atacante Fabrício Ceará, que foi contratado pelo Santa Cruz este ano, mandou a bola para a área, Aderaldo não acreditou que ela fosse passar e o artilheiro do Campeonato Pernambucano aproveitou a sobra para encobrir o goleiro Pantera e abrir o placar aos 31 minutos.

A euforia da torcida tricolor na arquibancada não durou muito. Aos 37 minutos, Felício acionou Chales Vágner e o camisa 5 do Campinense resolveu arriscar da entrada da grande área. O gramado molhado ajudou no chute e os visitantes empataram a partida em grande estilo. O time paraibano ainda teve a chance de virar o jogo no final do primeiro tempo com Aderaldo. Em cobrança de falta, ele mandou a bola no ângulo, mas o goleiro Diego Lima fez uma grande defesa.

Ainda no primeiro tempo, o técnico Freitas Nascimento mudou o time do Campinense. Eduardo Recife, camisa 15, entrou na vaga de Madson, camisa 7.

Festival de gols e substituições

Dênis Marques - Fabrício Ceará - Santa Cruz (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)
Atacante do Santa Cruz mostrou por que é ídolo
(Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

No segundo tempo, o Santa Cruz veio com duas mudanças. Weslley e Luciano Henrique saíram e deram lugar a Victor Hugo e Natan. Apesar das alterações, o segundo tempo começou na mesma linha da etapa inicial com os times pecando na parte técnica e sem muita vontade em campo. O que se repetiu também foi o faro de gol do atacante Dênis Marques. Aos 11 minutos, o "Predador do Arruda" recebeu um passe do meia Victor Hugo e balançou as redes de Pantera pela segunda vez.

Dênis Marques voltaria a ter uma participação especial na partida dois minutos após marcar o segundo gol no Arruda. O atacante recebeu a bola na área e em vez de partir para cima da defesa do Campinense, teve visão de jogo e tocou a bola para o lateral esquerdo Renatinho, que amplicou o placar para 3 a 1.

Após o gol, o técnico Freitas Nascimento fez três alterações no time do Campinense. Saíram Diego Padilha, Anderson São Paulo e Anderson Oliveira para a entrada de Tandera, Nino Paraíba e Eduardo Rato. E foi esse último que quae diminui o placar com um potente chute no canto direito de Diego Lima. No entanto, o goleiro do Santa Cruz estava ligado no lance e evitou o gol.

Assim como o treinador do Campinense, o técnico Zé Teodoro também fez modificações "no atacado". Aproveitando que estava à frente do placar, o comandante do Santa Cruz sacou Diogo, Renatinho, Fabrício Ceará e Dênis Marques para promover a entrada de Diogo Maisena, Jefferson, Flávio Caça-Rato e Paulista.




Santa Cruz x Campinense - Memo - Warley (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)
Warley pouco produziu pelo Campinense
(Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Quem se deu melhor com as mudanças foi o Campinense. Aos 28 minutos do segundo, Eduardo Recife tocou para Adriano Felício que não perdoou e marcou o segundo gol do time paraibano.

Depois do gol, o técnico do Santa Cruz investiu em novas mudanças. Ele trocou o goleiro Diego Lima por Fred, que fez sua estreia no Tricolor. Além dele, Anderson Pedra, Sandro Manoel e Diego Bispo tiveram chance de atuar no lugar de Chicão, Memo e Everton Sena. A partida ainda teve a participação de Marquinhos Marabá no lugar de Aderaldo, pelo lado do Campinense.

Com a saída dos titulares para a entrada dos reservas em campo, o jogo caiu de produção. Aos 42 minutos, o Campinense ainda teve a oportunidade de empatar a partida, de pênalti, mas Adriano Felíciou chutou fraco e permitiu a defesa do goleiro do Santa Cruz.


Santa Cruz x Campinense (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)
Campinense teve chance de empatar jogo no final (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)



Nenhum comentário: