quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

QUERIDO DO POVO

QUERIDO DO POVO

Alberto Félix, de São Paulo

Camaradas Corais do Pina, Brasília, Cordeiro e arredores, alcoolistas e tabagistas.
Meninas e meninos Corais.
Eu não esqueci.
“O querido do Povo” noventa e nove anos.
E eu aqui na distante Sampa a jogar garrafas no mar da saudade.
Santa Cruz, nascido sob o sol e sombra da Igreja de Santa Cruz nos idos mil novecentos e quatorze.
Nascido sob o signo de aquarius.
Pense em um signo desajeitado, é esse.
Sonhador que só.
Mas, a verdade é que quando não está na bimba do boi está no rabo da gata.
Não é de ganhar por nocaute, quando ganha é na contagem de pontos.
Vive a vida sempre por um triz, sempre a beira do abismo (e de abismo conhecemos).
Um cego que tem como guia o sonho e a esperança.
Sonho, esperança e paixão, é o combustível que move essa imensa torcida.
Penso que a vida é assim mesmo, sem sonho não há esperança e muito menos paixão.
Saudações Corais a todos.

Nenhum comentário: