segunda-feira, 29 de abril de 2013

Pelo regulamento


PELO REGULAMENTO

Clóvis Campêlo

Amigos corais:
Era de se esperar que o Náutico partisse para cima do Santinha em busca do resultado que necessitava. pela escalação da nossa equipe, era notória a intenção do treinador Marcello Martellote de jogar no contra ataque, explorando a velocidade de Renatinho e Jeferson Maranhão. A contusão desse último, no início do jogo, com a entrada de Flávio Caça-Rato, desmontou esse esquema. Ficamos capengando no meio de campo. Aproveitou-se disso o time alvirrubro e dominou a maior parte do jogo.
Mas, de acordo com o regulamento, como bem ilustra a charge de Miguel, publicada no JC de hoje, jogamos pelo regulamento (coisa perigosíssima) e conseguímos a classificação, apesar da derrota.
Em que pese, porém, a boa atuação do Náutico, também tivemos chances de definir o placar a nosso favor e não o fizemos. Quem não se lembra do chute de Dênis Marques na trave alvirrubra?
Por falar nele,apesar dos rumores cada vez mais forte de um suposto contrato já assinado com o Náutico para o Campeonato Brasileiro, fez um gol de penalte e poderia ter definido o placar a nosso favor, em outras ocasiões.
Agora, é decidir o título em dois jogos, com o Sport. Eles lutarão pelo 40º título estadual, e nós, pelo TRI. Se o Estadual esteva em banho-maria, agora vai pegar fogo.

Nenhum comentário: