quinta-feira, 2 de maio de 2013

De igual para igual


DE IGUAL PARA IGUAL

Clóvis Campêlo

Caros amigos corais, o nosso comentário tarda mas não falta.
primeiramente, quero saudar os 15 mil abnegados que foram ao Estádio do Arruda, numa noite chuvosa, em um horário inconveniente, definido pela ditadura econômica da televisão.
Houvesse prevalecido o bom senso, sem as amarras comerciais e contratuais com a emissora global, e o jogo tivesse acontecido às 16 hs, com preços adequados, teríamos colocados mais de 30 mil nas arquibancadas.
Mas, tudo sempre vale a pena quando a alma não é pequena. E o sentimento da torcida coral é enorme, maior do que um trem. Com ela, ninguém pode.
Por outro lado, quem esperava ver o Santinha naufragar na noite de ontem, dançou. No Dia do Trabalhador, temos trabalho ao Internacional e poderíamos ter vencido o jogo. Mandamos o nosso complexo de vira-latas para o lixo e encaramos a fera de igual para igual.
Gostei da postura tática da equipe e do espírito de luta. Assim é que deve ser. Nasa de se jogar com a bunda encostada na parede. Tenho certeza que a nossa atitude ontem, surpreendeu a todos de forma positiva.
Agora é se preparar para decisão do estadual, no domingo, contra o time da Ilha. Acho que tudo pode dar certo.

Nenhum comentário: