terça-feira, 11 de março de 2014

Surpreso!


SURPRESO!

Clóvis Campêlo

Amigos corais, confesso que estou surpreso. O que parecia difícil, tornou-se fácil. Enfiamos 7x0 no Salgueiro de forma fantástica. O santinha nem parecia aquele time amorfo que levou de 3 da Coisa.
Mas, confesso também, que é essa irregularidade que me assusta. Como diz Renato Boca-de-Caçapa, o filósofo coral, basta ganharmos todos os jogos por 1x0 que seremos campeões (aliás, tetra).
Isso não vinha acontecendo, porém. Ganham,os apenas do Central, na estreia, e penávamos em uma competição que de início nos parecia fácil.
A goleada (a maior já sofrida pelo time sertanejo em toda a sua história de equipe profissional) nos alegrou e recompôs a auto-estima arranhada, mas também deve servir de reflexão para entendermos o que se passa hoje no Arruda.
O time varia muito de um jogo para outro e mesmo dentro de cada jogo. Para mim, regularidade deve ser a palavra chave.
Como até agora tudo isso não vale quase nada, o importante é ficarmos no G4 até o final da fase para garantir a nossa vaga no quadrangular final.
Aí é que o pau vai comer!
Amanhã, tem mais Leão pela frente. Vamos encará-lo com respeito e destemor.

Nenhum comentário: