quinta-feira, 17 de abril de 2014

Salgueiro 1 x 1 Santa Cruz


SALGUEIRO 1 x 1 SANTA CRUZ

O Santa Cruz não apresentou um bom futebol. Mesmo assim, arrancou um empate por 1x1 diante do Salgueiro, na noite desta quarta-feira (16), no Cornélio de Barros, no Sertão. Foi o primeiro jogo para a definição do terceiro colocado do Campeonato Pernambucano, que classifica para a Copa do Nordeste e do Brasil de 2015. A partida da volta está marcada para a próxima terça-feira, no Arruda. Com o resultado, um novo empate leva a decisão para os pênaltis. Uma vitória para um dos lados, qualifica o vencedor automaticamente para as duas competições.
Antes do início do jogo, o técnico Vica foi obrigado a mudar o seu plano tático. O meia Raul sentiu dores na coxa direita e foi substituído pelo volante Memo. Assim, o comandante coral, que pretendia usar dois meias, manteve os três volantes. Sandro Manoel e Luciano Sorriso completaram o setor. Dessa forma, o meia Jefferson Maranhão ficou sozinho com a função de armar.
Os meias Renatinho, lesionado na coxa esquerda, e Carlos Alberto, poupado, que seriam opções, ficaram no Recife. No banco de reservas, apenas o garoto Raniel, 17 anos.
O tricolor não começou bem o jogo. Logo aos seis minutos, o lateral Sidny, do Salgueiro, escapou pela direita e arriscou o arremate. No rebote, o atacante Kanu aproveitou e fez 1x0.
O Santa Cruz pouco criava. Resultado: Flávio Caça-Rato e Leo Gamalho ficaram isolados. Já o Salgueiro poderia até ampliando o placar. Aos 17, Kanu desperdiçou uma boa chance. Depois, aos 22, Pio chutou fraco para a defesa de Tiago Cardoso.
Com o time pouco inspirado, Vica ainda queimou uma substituição aos 30 minutos. Flávio Caça-Rato saiu com dores na coxa esquerda e entrou Pingo. A única oportunidade do tricolor foi justamente com Pingo, aos 39. Mas o atacante mandou para fora um bom passe de Leo Gamalho.
No segundo tempo, o Santa Cruz começou melhor, mas sem muita chance de finalizar. A situação começou a mudar quando o garoto Raniel, 17 anos, entrou na vaga de Memo, aos 15 minutos. O tricolor passou a ter mais presença ofensiva. Aos 19, Vica arriscou tudo e colocou o atacante Betinho no lugar de Jefferson Maranhão.
O Santa Cruz foi totalmente para cima do Carcará, que atacava sem eficiência. O tricolor, porém, não errou aos 26 minutos. Após um cruzamento do lateral Oziel, o zagueiro e Ranieri se chocou com o goleiro Luciano, que ficou caído, e Betinho aproveitou para chutar e empatar o jogo em 1x1.
FICHA DO JOGO

Salgueiro: Luciano; Sidny, Aylton Alemão, Ranieri e Pery; Pio, Moreilândia (Rodolfo Potiguar), Valdeir (França) e Anderson Paraíba. Everton e Kanu (Alexson). Técnico: Cícero Monteiro.
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Zeca; Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Memo (Raniel) e Jefferson Maranhão (Betinho); Flávio Caça-Rato (Pingo) e Leo Gamalho. Técnico: Vica.
Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro. Árbitro: Emerson Sobral.Assistentes: Clóvis Amaral e Albert Júnior. Gols: Kanu, aos 6 minutos do 1º tempo, Betinho, aos 26 do 2º. Renda: R$ 110.325. Público: 7.618. Cartões amarelos: Jefferson Maranhão e Luciano Sorriso (Santa), Pery (Salgueiro).

Fonte: JC On Line

Nenhum comentário: