domingo, 26 de outubro de 2014

Ceará 0 x 2 Santa Cruz






CEARÁ 0 x 2 SANTA CRUZ

Só a vitória interessava para os dois times, mas foi o Santa quem primeiro assustou. Após vacilo de Luís Carlos ao socar a bola para longe, Tony cabeceou e, por pouco, não abriu o placar. Pelo Ceará, Ricardinho, em cobrança de falta, tirou tinta da trave direita de Tiago Cardoso. Até que o goleiro Luís Carlos foi surpreendido. Pela direita, Tony cruzou e a bola desviou em Hélder, matando o arqueiro alvinegro, que buscou a bola já dentro da meta: 1 a 0. De herói a vilão, Tony acabou complicando a vida do time pernambucano. O lateral fez falta em Magno Alves, levou o segundo amarelo e deixou o campo mais cedo. Com isso, PC Gusmão tratou de mandar Lulinha para o jogo, antes do intervalo, para dar maior poderio ofensivo ao Vovô. Mesmo assim, os visitantes levaram a vantagem para o tempo seguinte.
A etapa complementar trouxe o Ceará mais agressivo nos primeiros minutos. O Santa se defendia e buscava o contra-ataque. Não fosse a perícia de Tiago Cardoso, que já havia salvado uma bola de Magno Alves no final do primeiro tempo, o Vovô teria deixado tudo igual no marcador com Bill. E como estava inspirado o goleiro do Santa. O Ceará tentava com Ricardinho, em cobranças de falta, com tiros de longa distância de Magno Alves, mas nada passava pelo paredão pernambucano. A vantagem numérica do Ceará só durou até a expulsão direta de João Marcos, que exagerou na dose. Até que brilhou a estrela de Oliveira Canindé. O técnico do Santa sacou Keno e colocou Adilson, que precisou de apenas um lance para marcar, ainda que desajeitado, o segundo dos visitantes, que calaram o torcedor alvinegro no Castelão e se aproximaram ainda mais do G-4.

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário: