sábado, 17 de janeiro de 2015

Centro de Treinamento


CENTRO DE TREINAMENTO

Yuri de Lira

Ainda vai demorar um pouco para ser concretizado o sonho da construção do CT do Santa Cruz. A Comissão Patrimonial do clube trata ainda do assunto sem muita urgência. Justifica-se. Agora presidente do departamento que cuida da estrutura do Tricolor, Antônio Luiz Neto diz que age com cautela. Segundo ele, já existem investidores para o empreendimento. Mas um "projeto complexo” como este não pode ser tratado com pressa. Só o estudo para início das obras com a consultoria contratada pelos corais deverá durar mais cinco ou seis meses. Só a partir de então, as obras no quilômetro sete da Estrada da Mumbeca, em Aldeia, poderão ter início.
O terreno do futuro Centro de Treinamento Rodolpho Aguiar ainda não tem nada. Os 3.540 metros quadrados de área, embora murado, estão entregues ainda ao mato - como a reportagem do Superesportes pôde constatar em 12 de dezembro do ano passado. A promessa é a construção, inicialmente, de dois campos e alojamento para os atletas. O primeiro passo para mudar esse cenário, pelo menos, foi dado.
ALN diz que o Santa Cruz conseguiu capital privado para investir no local. Não revela nomes ainda de onde viria o dinheiro. “Estamos tratando tudo com a nossa consultoria e já conseguimos investidores. Temos mais cinco ou seis meses para continuar o estudo sobre a construção e também para prospectar mais investimentos. Estamos deixando a coisa correr com muita calma para não fazer nada errado. Tem que ter muita cautela para não faltar nada lá na frente”, disse Antônio Luiz Neto. A previsão dele, no entanto, contraria a promessa do mandatário Alírio Morais. Quando assumiu o Santa Cruz em dezembro de 2014 no lugar de Antônio Luiz Neto, havia prometido começar as obras do CT em junho de 2015.
Questionado se os investimentos do capital privado para financiar o empreendimento fariam o clube ter que dividir alguma parcela do CT, no futuro, o presidente do Patrimonial respondeu. “O Santa Cruz, em momento algum,vai alienar patrimônio. Tudo que for construído vai pertencer ao Santa Cruz.”

AMPLIAÇÃO DO ARRUDA

Outra promessa da gestão coral disponibilizar mais dez mil lugares no Arruda, que hoje comporta 60.044 pessoas sentadas, de acordo com a CBF. Antônio Luiz Neto diz que essa obra é “autofinanciável”. Porém, como trata de obras de infraestruturura no estádio, também depende de um estudo mais elaborado, que também pode durar cerca de seis meses.

Fonte: Diario de Pernambuco, Recife, 16/01/2015

Nenhum comentário: