sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Os tabus


OS TABUS

João de Andrade Neto

O clássico deste sábado entre Santa Cruz e Sport, no Arruda, apenas abre oficialmente a temporada 2015 para tricolores e rubro-negros. No entanto, os dois rivais já entram em campo com tabus a defender. Ambos tendo como referência a abertura do Campeonato Pernambucano.
Pelo lado tricolor, a defesa é por uma invencibilidade de 27 anos. A última derrota do Santa Cruz na rodada de abertura do Estadual aconteceu em 1988, quando a equipe acabou surpreendida pelo extinto Santo Amaro por 1 a 0, no Arruda. De lá para cá, os corais acumulam 23 vitórias em estreias (nove delas nos últimos nove anos) e quatro empates. No mesmo período, os rubro-negros começaram o Pernambucano com derrotas em duas oportunidades. Ambas atuando no Sertão. Contra o Salgueiro, em 2013, e diante do Serrano, em 2004.
Já o tabu rubro-negro tem a ver com o próprio clássico ante os corais. Isso porque nunca o Sport foi derrotado pelo Santa Cruz quando os dois rivais se enfrentaram logo na abertura do Pernambucano. O que, por sinal, não acontece há muito tempo. Mas precisamente há 73 anos. A última vez que as duas maiores torcidas do Estado ficaram frente a frente logo na 1ª rodada do campeonato foi na edição de 1942, quando houve empate por 4 a 4, na Ilha do Retiro.
Além dessa partida, corais e leões se enfrentaram pela primeira rodada do Pernambucano outras três vezes. E o retrospecto nesses jogos mostra uma invencibilidade do Sport, com duas vitórias (3 a 2, em 1939 e em 1921) e um empate (1 a 1, em 1937). Neste sábado, mais um capítulo dessa rivalidade será escrito no Arruda. E a não ser que haja empate, uma invencibilidade vai cair por terra.

Fonte: Diario de Pernambuco, Recife, 30/01/2015

Nenhum comentário: