quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Pedro Castro


PEDRO CASTRO

Felipe Amorim

Para encerrar o primeiro ciclo de contratações de 2015, a diretoria do Santa Cruz afirmou que pretende trazer pelo menos mais quatro jogadores. Um deles será para o setor criativo do meio-campo, ainda mais depois de perder todos os seus armadores no fim do ano passado. E no meio dos contratados, um sai na frente na luta pela camisa 10.
Titular e autor de um dos quatro gols contra o Agap, no jogo-treino da última segunda-feira (19), em Chã Grande, Pedro Castro, apesar de ter demonstrado um bom futebol e já ter trabalhado junto com o técnico Ricardinho no Paraná, na temporada passada, preferiu adotar a cautela no discurso quando questionado se ele já se considera titular para estrear no Campeonato Pernambucano.
“Sempre vai haver uma disputa acirrada, mas sadia, dentro do nosso grupo. Aqui, todo mundo quer o seu lugar, ter uma oportunidade de jogar, e comigo não será diferente. Agora tudo dependerá da opção do professor”, disse Pedro Castro, para completar. “Dentro de campo darei o meu máximo em todas as jogadas e vou procurar ter tranquilidade na hora dos passes para que eles saiam com qualidade para meus companheiros de ataque”, disse.
Homem de armação, Pedro Castro iniciou na base do Santos como um verdadeiro camisa 10. Na primeira aparição como titular no Santinha, dividiu a responsabilidade de armar as jogadas com Thiaguinho, que também atua como segundo atacante. Até como volante ele já atuou. “Não ligo onde vou jogar, o importante é estar dentro e ajudar o Santa Cruz”, encerrou.

Fonte: JC Online, 20/01/2015

Nenhum comentário: