domingo, 18 de janeiro de 2015

Salários atrasados


SALÁRIOS ATRASADOS

Yuri de Lira

Dos atletas com contrato em vigor com o Santa Cruz, Renato Camilo foi o único que não se reapresentou no José do Rêgo Maciel, em 7 de janeiro. Aliás, não apareceu nenhum dia no Arruda. Ficou de fora da lista de jogdores que foram para a pré-temporada em Chã Grande. Em contato com o Superesportes, o prata da casa explicou o sumiço. Fala que seguirá sem pisar no Tricolor. Sente-se desvalorizado. Não recebe salários há quatro meses e quer se desvincular do clube.
Renato Camilo tem contrato vigente até o fim do ano com o Santa Cruz. Como o Tricolor tem mais de três vencimentos em débito com o zagueiro, ele pode sair do Arruda a custo zero. Adianta que já pretende acionar a Justiça para isso. "Vou buscar os meus direitos. Não há outro jeito para eu buscar a minha melhora como profissional", falou o jogador de 21 anos. "Estou insatisfeito com isso. Também me sinto desvalorizado. Se os caras dessem valor aos pratas da casa, a gente poderia até ficar. Mas assim, não fico", completou.
O defensor, porém, conta que a diretoria já lhe procurou para fazer um acordo. Sem falar em valores, conta que rejeitou a proposta de cara. "O acordo que me fizeram não convém. Era ruim para mim". O Santa Cruz também já havia dito ao Superesportes que pretendia cedê-lo com mais outros cinco atletas da base que estavam no time profissional a outras equipes. Contudo, nem mesmo um contrato de empréstimo com outro time lhe agrada.
Ele fala que tem propostas de outros clubes. Mas o vínculo com o Tricolor ainda lhe impede de assinar um novo contrato sem ser na condição de empréstimo. Por enquanto, treina no amador Agap. "Meu pai conhece o pessoal lá do time e estou esperando as coisas aconteceram para mim sem ficar parado", contou.
Perguntado pela reportagem se outros atletas do atual grupo tricolor ainda também estavam com salários atrasados, esquivou-se. "Não se dizer. Isso é entre eles e a diretoria. De repente, fazem acordos. Não sei."

Fonte: Diario de Pernambuco, Recife, 17/01/2015

Nenhum comentário: