sábado, 24 de janeiro de 2015

Santa Cruz 1 x 1 Zalgiris Vilnius


SANTA CRUZ 1 x ZALGIRIS VILNIUS

Felipe Amorim

Como era de se esperar, o amistoso entre Santa Cruz e Zalgiri Vilnius, na noite desta quinta-feira (22), no Estádio do Arruda, valendo o Troféu Chico Science, foi um verdadeiro teste de paciência para a torcida tricolor. Se o cantor que serviu de homenagem estivesse vivo, com certeza teria engrossado o coro oriundos das arquibancadas, principalmente por ter apenas empatado por 1x1 no tempo normal contra o fraco time da Lituânia em fim de temporada.
Na decisão dos pênaltis, os 5.011 torcedores presenciaram uma cena não muito comum no futebol. Depois de 24 cobranças, o Zalgiris venceu por 11x10.
Analisando friamente, o jogo valeu para o técnico Ricardinho ver que precisa trabalhar muito até a estreia do Pernambucano. No próximo domingo, o Santinha terá pela frente o Campinense, em outro amistoso de preparação. Será mais uma chance para corrigir os muitos erros demonstrados ontem e até aceitáveis, uma vez que a temporada para os corais está apenas começando.

O JOGO

O Santa Cruz até começou o jogo querendo tomar iniciativa. Com bolas invertidas de um lado para o outro e lançamentos para dentro da pequena área sem direção, o tricolor pouco assustava o time da Lituânia.
Quando estava melhor, o Santa Cruz foi penalizado. Aos nove minutos, Serge foi derrubado dentro da área por Bileu. O brasileiro Adir Rocha foi para a cobrança e converteu. Depois disso, o Zalgiris não fez mais nada na partida, além de se defender.
Nitidamente sem entrosamento, o Santinha sofria para construir algo. Havia sentido o gol. E quando conseguia, a falta de pontaria não ajudava.
Para não dizer que todo o primeiro tempo foi uma negação para o Tricolor, aos 44, Bileu se redimiu e acertou o cruzamento na cabeça de Waldison, que empatou tudo no Arruda.
Na volta do intervalo, o Santa Cruz voltou mais ligado. Aos quatro minutos, Waldison mandou um petardo de fora da área, levando perigo à meta de Saulius. Em seguida, aos dez, mais uma vez Waldison fez uma boa jogada individual e quase marcou.
A virada não veio por pouco, aos 18, quando Betinho perdeu uma ótima oportunidade após rebote numa falta cobrada por Raniel. Era o útimo lance do atacante, que foi substituído debaixo de muita vaia.
Depois, o Santa Cruz até melhorou um pouco de produtividade, mas não suficiente para furar o bloqueio lituânio, que conseguiu segurar o 1x1 e levar a decisão para os pênaltis. Nas cobranças, melhor para a Lituânia, que venceu por incríveis 11x10. Depois de Danny Moraes desperdiçar sua segunda cobrança, coube ao brasileiro Adir Rocha sacramentar a vitória dos visitantes.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Fred (Bruno); Nininho (Moisés), Danny Morais, Everton Senna e Leo Veloso; Edson Sitta (Memo, Bileu (Wellington) e Pedro Castro (Raniel); Thiaguinho, Waldison (Gllawcyo) e Betinho (Williams Luz). Técnico: Ricardinho

ZALGIRIS VILNIUS:Saulius Klevinskas; Andro, Algis, Artak (Georgas) e Youri; Serge, Linas, Wilk (Luksa) e Semir (Fridrikas); Kristis (Paulius) e Adi Rocha. Técnico: Marek Zub

Local: Estádio do Arruda. Árbitro: Anderson Freitas. Assistentes: Clóvis Amaral e Ricardo Chianca. Gols: Waldison, aos 44 do 1ºT; Adir Rocha, aos dez do 1ºT. Cartões amarelos: Thiaguinho (S); Serge, Saulius Klevinskas, Kristis (Z). Expulsão: Paulius (Z). Público: 5.011 Renda: R$ 48.650,00.

Fonte: JC Online, 22/01/2015

Nenhum comentário: