quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Náutico 1 x 2 Santa Cruz


NÁUTICO 1 x 2 SANTA CRUZ

JC Online

Com apenas 4.626 espectadores, na noite desta quarta-feira (25/2), na quase “vazia” Arena Pernambuco, o Santa Cruz levou a melhor sobre o Náutico, 2x1, pela 5ª rodada do Hexagonal do Título do Pernambucano. O gol foi de Betinho aos 42 do segundo tempo. A vitória levou o tricolor da última colocação para a quarta, com seis pontos. O alvirrubro caiu da terceira para quinta, com cinco pontos. O resultado reabilita os corais e deixa o técnico Ricardinho assegurado no cargo. A pressão passou para o Timbu e o técnico Moacir Júnior.
Várias razões explicam o público decepcionante: o horário do clássico, marcado para começar às 22h, ausência do metrô para o retorno do torcedor às suas residências e a transmissão ao vivo pela televisão. Como comparativo, o jogo entre Serra Talhada e Salgueiro, também ontem, no Sertão, teve público maior: 4.859. No próximo domingo, tricolores e alvirrubros voltam a se enfrentar, mais uma vez na Arena, que por sinal está sendo alvo de uma análise de um grupo de trabalho do Governo do Estado, que está querendo se aprofundar sobre a viabilidade econômica do estádio.
O JOGO
O Santa Cruz começou assustando o Náutico. Com um minuto, o atacante Waldison finalizou de fora da área e a bola foi na trave direita de Júlio César. A partir daí, as duas equipes erraram muitos passes.
A emoção só veio a partir dos 27 minutos. Bruno Alves cobrou escanteio e o zagueiro Diego cabeceou. O volante Édson Sitta salvou. No contra-ataque, Raniel cruzou e Biteco finalizou, mas o lateral David evitou o gol tricolor. O jogo ficou mais aberto e aos 34 finalmente Patrick Vieira apareceu. Ele tocou para o volante Fillipe Soutto, que da esquerda, serviu a Renato. O atacante bateu colocado no canto esquerdo de Fred para fazer 1x0. O Santa Cruz foi atrás do empate. Em rebatida de bola de Júlio César, Biteco aproveitou o rebote e lançou para o zagueiro Alemão, que acertou uma bela virada no alto esquerdo para fazer 1x1, aos 42.
No segundo tempo, as duas equipes partiram para decidir. O Santa Cruz perdeu uma chance com Raniel, logo aos três. O Náutico respondeu. Aos oito, Renato, sozinho, mandou a bola no travessão. Depois as equipes voltaram a concentrar o jogo no meio de campo e as chances foram raras. Tudo indicava que o clássico ficaria no empate. Mas, aos 42, em um lance polêmico (o Náutico reclamou de falta), Emerson Santos tocou para Renatinho, que cruzou e Betinho sacramentou a virada: 2x1.

FICHA DO JOGO
NÁUTICO: Júlio César; David, Diego, Elivélton e Gastón Filgueira; João Ananias, Fillipe Soutto, Patrick Vieira (Helder Ribeiro) e Bruno Alves (Jefferson Nem); Renato (João Paulo) e Josimar. Técnico: Moacir Júnior.

SANTA CRUZ: Fred; Moisés (Nininho), Alemão, Danny Morais e Renatinho; Édson Sitta, Bileu, Raniel e Guilherme Biteco (Emerson Santos); Betinho e Waldison (Anderson Aquino). Técnico: Ricardinho.

Local: Arena Pernambuco. Árbitro: Gilberto Castro Júnior. Assistentes: Albert Júnior e Marcelino Castro. Gols: Renato aos 34, Alemão aos 42 minutos do 1º tempo, Betino aos 42 do 2º. Renda: R$ 110.605. Público: 4.626. Cartões amarelos: Júlio César, João Ananias (N), Danny Morais, Bileu, Alemão, Édson Sitta (S).

Nenhum comentário: