domingo, 15 de fevereiro de 2015

Obrigação de vencer


OBRIGAÇÃO DE VENCER

Felipe Amorim

Em uma situação normal, um empate diante do Central, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, poderia ser considerado até um bom resultado. Só que no atual cenário tricolor, só a vitória interessa. Um novo tropeço deixará a situação ainda mais complicada nas Repúblicas Independentes do Arruda. É dessa maneira que os jogadores estão encarando o compromisso da terceira rodada do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano.
O atacante Waldison garantiu que a única palavra que passa na cabeça dos atletas é vitória. “O único resultado que nos interessa é a vitória. Não podemos nos conformar com o empate, mesmo jogando fora de casa. Precisamos buscar os três pontos porque o empate não nos serve”, afirmou.
Ciente da dificuldade que encontrará em Caruaru, uma vez que o vice-líder Central - tem os mesmos seis pontos do líder Sport, mas perde no saldo de gols -, vem de duas vitórias na competição, o meia Guilherme Biteco engrossou o coro dos confiantes no José do Rego Maciel. “Sabemos que o time deles é forte jogando lá, mas estamos focados, treinando forte e tenho certeza que tudo dará certo para nós”, disse. “Não vejo o Central como favorito. Respeito o adversário, mas o favoritismo tem que estar do nosso lado. Não estamos pressionados, e sim com o sentimento de responsabilidade de buscar a vitória a todo custo”, completou Waldison.
Sem ainda ter estreado com a camisa coral, João Paulo, que antes estava machucado e depois precisou ficar regularizado, está ansioso em poder entrar em campo para ajudar a equipe. Durante a semana, ele foi testado nas duas posições que pode atuar: na armação das jogadas, sua função de ofício, e mais recuado, como um segundo volante.
“Atuando mais aberto ou recuado, me sinto muito à vontade de jogar no meio-campo. É claro que isso vai da parte da escolha do treinador, mas onde atuar, se eu for o escolhido, farei o máximo para a gente vencer a primeira no Pernambucano”, disse.

Fonte: Jornal do Commercio, Recife, 14/02/2015

Nenhum comentário: