domingo, 8 de fevereiro de 2015

Perder a segunda batalha já é comprometedor...


PERDER A SEGUNDA BATALHA JÁ É COMPROMETEDOR...

Clóvis Campêlo

Convenhamos, amigos corais, que perder a segunda partida seguida pelo mesmo placar não é um bom sinal. Numa competição curta como o nosso Estadual, não podemos nos permitir isso. Ainda mais quando o vencedor não é uma equipe de tradição e competência. Não evoluímos taticamente. Somos um amontoado de jogadores correndo atabalhoadamente atrás da bola e do prejuízo. A luz vermelha já deve estar novamente acesa no Arruda. Acho até que Ricardinho não vai mais comer o pirão da Semana Santa.
Convenhamos, amigos corais, que nenhum treinador do mundo deve ter a prepotência de contrariar a lógica do futebol. Um goleiro que toma seis gols em duas partidas merece ir para o banco e colocar a cabeça em ordem. Que se efetive no time aquele eu vinha treinando melhor e apresentando uma melhor condição técnica. Isso se chama bom senso.
Concordo com a reformulação que foi feita no elenco. Afinal, os jogadores que saíram já não mais pareciam interessados em defender as tradicionais cores corais. Mas também não vejo nenhuma grande diferenciação técnica entre os que chegaram e os que saíram. Parece-me que trocamos seis por meia dúzia. Hoje, temos dois laterais que não atacam e nem defendem e um zagueiro central pesadão e lerdo. Para o Serra Talhada, foi o mel na sopa.
Jogamos muito abertos e nos expomos com facilidade aos contra-ataques. Nosso ataque foi inoperante e o meio de campo sem criatividade. Faltou-nos garra e competência técnica. Pelo que os dois times apresentaram, o placar de 3 x 0 foi mais do que justo. Uma derrota sem outras explicações.
Assim, juntando a indefinição tática com a falta de competência técnica levamos outra goleada. Futebol se ganha dentro de campo com ousadia e perspicácia. De nada adiantam as declarações de efeito se dentro de campo não temos ações que correspondam.
Como só voltaremos a jogar na quarta-feira de cinzas, vamos curtir 10 dias na lanterna do campeonato pernambucano. Ninguém merece isso. Parece que a cor laranja dos adversário nos anestesia e paralisa.

Acorda, Cobra Coral!

Nenhum comentário: