segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Bita no Santa Cruz


BITA NO SANTA CRUZ

Clóvis Campêlo

Engana-se quem pensa que o lateral direito Gena foi onze vezes seguida campeão pernambucano de futebol profissional atuando pelo Náutico e pelo Santa Cruz, nos anos 60 e 70. Recentemente, em uma rede de televisão do Recife, o própria Gena desmentiu essa história, esclarecendo que, nesse ínterim, durante dois anos atuou fora do futebol pernambucano.
No entanto, quem quase atingiu esse patamar foi o atacante Bita, conforme verificamos no texto abaixo transcrito, obtido no site do programa Terceiro Tempo. Segundo a informação abaixo, Bita foi campeão pernambucano ininterrupto durante dez anos, ajudando o Santinha na campanha do penta e só não conquistando esse título junto conosco por conta dos problemas graves de contusão nos dois joelhos. Naquela época em que ainda não havia a artroscopia, operar os joelhos, para um jogador profissional de futebol,  era como antecipar o final da carreira.
Na fotografia acima, vemos Bita formando no ataque coral em 1972, entre os craques Fernando Santana e Luciano Veloso.

"Sílvio Lasso Lassalvia, o Bita, ex-centroavante do Náutico de Recife, Santa Cruz-PE e do Nacional (URU), faleceu em 27 de outubro de 1992, em Recife - onde nasceu em 11 de agosto de 1942. Tinha portanto, apenas 50 anos.
Conhecido como "Garoto de Ouro" e "Homem do Rifle", Bita foi um artilheiro técnico e raçudo, fazendo história no futebol pernambucano.
Foi campeão de Pernambuco com o Náutico em 63, 64, 65, 66, 67 e 68. Pelo rival Santa, conquistou os estaduais de 69, 70, 71 e 72.
Sagrou-se artilheiro máximo dos campeonatos de 64 (24 gols), 65 (22) e 66 (20).
Com lesões nos dois joelhos, com apenas dez anos de carreira profissional, Bita teve de abandonar o futebol, quando já atuava pelo rival Santa Cruz.
Sem nenhuma expulsão ao longo do período em que jogou futebol, Bita recebeu o Troféu Belfort Duarte, honraria destinada aos jogadores disciplinados.

Após deixar os gramados, Bita trabalhou como vendedor de medicamentos e assessor de uma empresa no Recife".

Nenhum comentário: