terça-feira, 24 de outubro de 2017

Não importa como, mas o Santa tem que voltar a vencer


NÃO IMPORTA COMO, MAS O SANTA TEM QUE VOLTAR A VENCER

Daniel Lima

Em situação crítica na Segundona, o Santa Cruz tem um horizonte favorável para engatar uma sequência positiva e encerrar um incômodo jejum que já dura sete partidas. Com apenas uma vitória nos últimos 16 jogos, a equipe do técnico Marcelo Martelotte conta com dois confrontos diretos e seguidos em casa. A meta é ganhar os duelos independentemente do futebol apresentado para a torcida. Somar seis pontos é a obrigação no Arruda.
“Já assumimos que o mais importante agora não é o desempenho, e sim o resultado. Estamos num momento em que precisamos vencer os jogos. E os jogadores estão cientes de que necessitamos fazer nosso dever de casa nas duas próximas rodadas”, declarou o comandante coral.
Os tricolores enfrentam o Luverdense/MT, no próximo sábado (28), e o Náutico, no dia 4 de novembro. Os adversários são adversários diretos e estão na zona de rebaixamento. A sete rodadas do fim do Campeonato Brasileiro da Série B, a Cobra Coral, que segue na 18ª posição, com 31 pontos, cinco a menos em relação ao Figueirense, primeiro time fora do Z4, precisa somar metade da pontuação em disputa - 14 dos 21 restantes - para garantir a permanência matematicamente. 

Fonte: Folha de PE, Recife, 23/10/2017

Nenhum comentário: