quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Superando três meses de salários atrasados, presidente do Santa Cruz projeta pagamento


SUPERANDO TRÊS MESES DE SALÁRIOS ATRASADOS, PRESIDENTE DO SANTA CRUZ PROJETA PAGAMENTO

Rafael Brasileiro

O Santa Cruz vive uma situação curiosa. Apesar da grave crise financeira, os jogadores não têm deixado de se dedicar à equipe e a entrega tem sido total dentro de campo. Porém, existe o temor de que o clube volte a ser punido pelos atrasos de pagamento que já chegam a três meses e meio de salários. O clube sofreu com o mesmo problema em 2016 e perdeu três pontos na Série A após ser denunciado pela Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) e ter sido julgado pelo STJD. Uma decisão inédita e que, segundo o presidente Alírio Moraes, não deve ocorrer novamente.
"Existem vários clubes na Série B nesse estado e iremos externar esse problema com a CBF em uma reunião que faremos em breve. Na questão jurídica também há a suspensão da eficácia do fair play financeiro. Como o Supremo (Tribunal Federal) está apreciando a causa, ainda não deve haver uma punição. Isso porque também tem que haver uma provocação de um jogador e do sindicato. Uma situação chata e que queremos resolver", explicou.
Mesmo com tantas dificuldades para conseguir manter o clube, o presidente coral se mostrou mais otimista em resolver, ao menos de forma momentânea, a crise financeira. Alírio afirmou que existe a probabilidade de receber um novo aporte financeiro. "Estou esperando uma operação financeira que pode nos fazer quitar essas dívidas com o elenco e com os funcionários, mas não temos esse temor de perder pontos. O problema existe e logicamente que os jogadores querem receber. Queremos resolver para que eles só pensem no campo", acrescentou o presidente. 

Raniel
 
Nos bastidores do clube se comentava que a verba que viria para pagar as dívidas seriam oriundas da venda dos 30% dos direitos econômicos do meia Raniel, que está no Cruzeiro e foi revelado pelo Santa Cruz. O mandatário negou que o dinheiro viria nessa negociação, mas confirmou que existem propostas para que essa venda seja realizada. "Não procede essa informação. Estamos com propostas em relação a Raniel e não tem nada fechado e não seria para isso."
Um dia antes, na última terça-feira, o goleiro Julio Cesar foi questionado sobre o assunto e ao que parece, mesmo que as notícias de um possível pagamento chegue aos vestiários, isso não mudará o modo que os atletas estão se comportando. O assunto é evitado no local. “Nenhum jogador entra em campo de má vontade por conta disso. Às vezes perde o foco. Mas nosso grupo é tão bom que fizemos um pacto de não falarmos nessa situação”, esclareceu o goleiro.

Entenda por que não deve existir punição
 
No última dia 18 de setembro, ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade para suspender os dispositivos que condicionavam a participação dos times em campeonatos à comprovação de regularidade fiscal e trabalhista. “As restrições à autonomia desportiva, inclusive em relação a eventuais limitações ao exercício de atividade econômica e profissional das entidades de prática desportiva, devem apresentar razoabilidade e proporcionalidade, porque poderão resultar em restrições de importantes direitos constitucionalmente assegurados e no desrespeito à finalidade estatal de promoção e auxílio na área do desporto”, afirmou o ministro na liminar.
 
Fonte: Diario de Pernambuco, 25/10/2017
 

Nenhum comentário: