sexta-feira, 24 de novembro de 2017

''Quero ajudar o Santa Cruz a voltar para a Série B''


"QUERO AJUDAR O SANTA A VOLTAR PARA A SÉRIE B"

Rafael Brasileiro

Dois mil e dezessete foi um ano para o atacante Grafite esquecer. Após ter tido uma temporada memorável em 2016, quando foi vice-artilheiro da Série A e marcou 24 gols, o ano seguinte foi deplorável. Foram apenas quatro gols em 39 jogos e seguidas más atuações pelo Atlético-PR e Santa Cruz. Um desempenho que fez o atleta adiar os planos de encerrar a carreira e que criou um desejo de fazer tudo diferente em 2018.
Com residência fixa no Recife e sempre demonstrando seu carinho pelo Tricolor do Arruda, o atacante afirmou em entrevista à reportagem do Superesportes, na tarde desta quinta-feira, que deseja ficar no clube e contribuir para tirar a equipe da Série C. Uma vontade tão grande que ele afirma já estar se preparando para 2018.
“Eu estou me preparando para jogar mais um ano. Tenho interesse de permanecer no Recife. Isso não depende só de mim. Foi um ano difícil para mim. Quero me preparar bem e continuo treinando para começar o ano bem”, disse.
Apesar dos planos de seguir em campo, Grafite não esqueceu o desejo de seguir no futebol após o fim da carreira. Segue se preparando para ter outro papel no futebol e que neste momento não está bem definido na sua mente. A única certeza é que não há como exercer as duas funções.
“Eu já estou fazendo um trabalho com contatos sobre jogadores. Tenho a intenção de ser agente ou diretor. Ser dirigente me prenderia a um clube e talvez me privaria de alguns projetos que eu tenho. Tenho muitos contatos na Europa, Oriente Médio e no Brasil. Tudo vai depender e acho que 2018 pode ser o ano que eu comece a fazer essa transição. Quero me preparar. Não adianta entrar na carreira sem se preparar. É difícil pensar em ter os dois postos. Se continuar como jogador me dedicarei ao clube no campo e ajudarei no que puder no lado de fora.”
Grafite esperará alguns dias para tomar alguma posição. Ou melhor. Irá esperar o candidato vencedor das eleições do próximo dia 5 de dezembro para definir algo que não deve ser muito difícil na opinião dele. “Ouvi uma conversa que independentemente da chapa eles teriam o interesse de que eu continuasse. Não sei se vai ser como jogador, diretor. Quero ajudar o Santa a voltar para a Série B”, avisou.
 
Fonte: Diario de Pernambuco, 23/11/2017

Nenhum comentário: