quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Atrasados e redução salarial travam renovação de Vítor


ATRASADOS E REDUÇÃO SALARIAL TRAVAM RENOVAÇÃO DE VÍTOR

Daniel Lima
O Santa Cruz iniciou as conversas para tentar renovar o contrato do lateral direito Vítor. A diretoria e o empresário do atleta, Gilson Marcos, se reuniram na tarde de segunda-feira (11), mas a negociação não avançou no primeiro encontro entre as partes. Segundo o agente, o clube deve oito meses de salários ao jogador – cinco do ano passado e três desta temporada – e os débitos precisam ser renegociados. Outro empecilho é a readequação financeira. Ou seja, uma redução salarial para a realidade do Tricolor.
Em conversa com a reportagem da Folha de Pernambuco, Gilson Marcos criticou o advogado Alírio Moraes, que não cumpriu o acordo de pagamento. A falta de confiança acaba pesando mesmo Vítor tendo interesse em permanecer no Arruda para a temporada 2018.
“Existem dívidas para serem negociadas. O jogador demonstrou o desejo de continuar, mas é preciso acertar as contas. Além disso, o salário dele vai precisar passar por uma readequação para se encaixar no patamar do clube. O que preocupa mais é débito. Não gostamos de colocar na justiça e por isso renovamos o contrato no ano passado. Até agora, Alírio (Moraes) não cumpriu nada e a gente fica com um pé atrás”, declarou o empresário, que apesar de colocar prioridades não descartou um acerto.
“Vamos continuar conversando com a direção. Estive com eles em uma primeira oportunidade. Tem a possibilidade de acerto, mas repito que tudo depende do pagamento dos cinco meses do ano passado e três meses deste ano”, reiterou.

Trajetória
Após três temporadas no Santa, o experiente lateral direito jogou 80 partidas e marcou três gols. Por toda bagagem no futebol, virou capitão e se transformou em um dos líderes do elenco, sendo uma das principais referências.


Fonte: Folha de Pernambuco, 12/12/2017

Nenhum comentário: