quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Constantino assume clube na esperança por dias melhores


CONSTANTINO ASSUME CLUBE NA ESPERANÇA DE DIAS MELHORES

Paulo Henrique Tavares

A esperança tricolor por dias melhores, pelo menos pelos próximos três anos, foi iniciada na noite desta terça-feira (12). O empresário Constantino Júnior, de 38 anos, eleito há uma semana, foi aclamado e empossado como novo presidente do Santa Cruz. Vale lembrar que é a segunda vez que alguém comandará o clube por três anos, sem a necessidade de reeleição – o primeiro foi justamente seu antecessor, Alírio Moraes, que ocupará o Conselho Deliberativo. O mandato de Tininho, ao lado do vice-presidente Tonico Araújo, irá até o fim de 2020. O 47º presidente eleito da história coral venceu as eleições em cima de Fábio Melo, da Chapa Santa Cruz do Povo, e Albertino dos Anjos, da Chapa Muda Santa Cruz.
Constantino Júnior fez um discurso bastante emocionado, e usou do tom forte para demonstrar o compromisso que terá nesta nova função no clube. “Eu não estava esperando este momento, até porque existia uma candidatura, de um homem que conseguiu tudo aqui no Santa Cruz: Antônio Luiz Neto. Mas ele acreditou em um jovem no passado e voltou a acreditar agora. À época, falei: presidente, se eu for convidado eu vou trabalhar. E vou fazer o melhor pelo Santa Cruz. E continuarei com essa promessa”, disse o novo presidente.
Apesar de a posse ter acontecido apenas nesta terça-feira, as primeiras ações da gestão de Constantino Júnior começaram a ser tomadas logo após a conquista da sua candidatura. A promessa em ter um executivo de futebol, desempenhando função parecida com a do próprio Tininho, no triênio passado, foi cumprida com a contratação de Fred Gomes. Além disso, o treinador para a temporada 2018 será Junior Rocha, ex-Luverdense, anunciado na última semana. Tininho também já nomeou os dirigentes para os próximos três anos e confirmou o discurso de renovação pregado na campanha eleitoral.
“Nesse momento lembro do início, quando eu fui muito criticado por ser jovem no meio do futebol, e mesmo assim tivemos conquistas. Aprendi muito com minhas vitórias, mas também com todas as derrotas. E elas ajudaram a construir minha consciência e vai contribuir para que eu possa levar esse clube a voltar a ser vencedor”, falou Tininho, que também prometeu formar novos diretores na sua gestão, aliando o diálogo com os diretores mais experientes.
Para compor o quadro administrativo de sua gestão, trouxe profissionais da sua geração. Para se ter uma ideia, os opositores Fábio Melo e Allan Araujo, que faziam parte da chapa Santa Cruz do Povo, como candidato à presidência e membro do Conselho Deliberativo, respectivamente, ganharam cargos na cúpula. O primeiro será Diretor Social, enquanto o segundo trabalhará na diretoria de futebol, ao lado de Fred Gomes (executivo), Jomar Rocha, Frederico Dias, Felipe Rego Barros e Felipe Alves. Comenta-se nos bastidores, também, que Albertino dos Anjos possa ganhar alguma fatia do bolo diretivo do Santa Cruz. Algo ainda não confirmado por nenhuma das partes.
A formação da equipe para 2018, no entanto, ainda não foi iniciada. Mas já está previsto que a ideia seja montar uma equipe “barata”, devido os problemas financeiros que o clube tem enfrentado nos últimos anos. O Santa Cruz disputará, no próximo ano, quatro competições: Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série C do Campeonato Brasileiro. A folha salarial do elenco deve girar em torno de R$ 250 mil.


Fonte: Folha de Pernambuco, 12/12/2017
 

Nenhum comentário: