domingo, 24 de dezembro de 2017

Um ano para ser esquecido


UM ANO PARA SER ESQUECIDO

Clóvis Campêlo

Amigos corais:

Realmente, 2017 é um ano para ser esquecido pela grande família tricolor.
Não só pelos insucessos dentro de campo (perdemos tudo o que disputamos: Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Série B com o consequente rebaixamento para a Série C), como pela repetição de uma administração trágica e equivocada.
Vamos entrar em 2018 mergulhados numa grande crise financeira (estima-se que devemos em torno de R$ 115 milhões de reais), com diversas rendas antecipadas e sem condições de montarmos uma equipe que honre o nosso nome e nos leve de volta às vitórias. E talvez o pior: seremos administrados pelos mesmos homens que nos levaram a essa situação. Numa eleição contestada por alguns e com a presença de um pequeno número de sócios, elegemos Constantino Júnior para dirigir o barco coral no próximo triênio. As perspectivas não são nada boas, muito embora as esperanças se renovem sempre. Afinal, já estivemos em situações piores e sobrevivemos a elas.
No entanto, uma indagação é pertinente: quando deixaremos de lado o amadorismo e as vantagens pessoais e dirigiremos o nosso clube com a competência profissional que ele merece e que nós queremos.
Ao mesmo tempo, contrariamente a outras ocasiões, observamos um grande desânimo no meio da torcida coral. Não é pra menos, pois as decepções foram muitas.
Ano novo, no entanto, é época de renascimento e de novas esperanças. Vamos pedir aos deuses corais que iluminem as cabeças dos nossos "novos" dirigentes, levando-os às decisões corretas e de desdobramentos positivos. Somos um clube centenário que já sobreviveu a muitas outras crises; um clube de massa, com um potencial enorme e sub-utilizado e com uma estrutura física que outros grandes clubes do Brasil não possuem.
Portanto, resta-nos acreditar que daqui pra frente tudo será diferente. Penso que a Cobra Coral tem mais de sete vidas e sempre renascerá das cinzas como a Fênix. Vamos acreditar novamente!
Que 2018 seja um ano de grandes decisões e de grandes realização para as Repúblicas Independentes do Arruda.
Boas Festa e Feliz Ano Novo para a família coral!

Nenhum comentário: