segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Santa Cruz pronto para estrear no Nordestão


SANTA CRUZ PRONTO PARA ESTREAR NO NORDESTÃO

Daniel Lima

Prestes a estrear oficialmente na temporada 2018, a preparação do Santa Cruz está na reta final. Após 11 dias de pré-temporada em Aldeia, o elenco do técnico Júnior Rocha já viaja neste final de semana para Sergipe, onde inicia a disputa da Copa do Nordeste, contra o Confiança, no estádio Batistão, na próxima terça-feira. Mesmo com uma grande reformulação e um tempo curto de trabalho, que começou no dia 26 do ano passado, no Arruda, os onze titulares estariam definidos, mas a confirmação depende da regularização.
Depois de testar quase todos os jogadores do grupo em dois jogos-treinos (vitória sobre a AGAP/PE por 6x0 e empate em 1x1 com o América), a escalação escolhida pelo treinador é a seguinte: Tiago Machowisk; Vítor, Augusto, Renato Silveira e Paulo Henrique; João Ananias, Jorginho, Daniel Sobralense e Arthur Rezende; Robinho e Augusto.
Com o atraso de Grafite, o esquema tático não tem um atacante de referência. O substituto imediato é Robinho Mota. Os três atletas disponíveis para o ataque fazem a função de ponta. O camisa 23 viajou para Dubai há uma semana para resolver assuntos particulares e só treinou duas vezes. Como pediu 15 dias para entrar em forma, ele vai ser desfalque pelo menos nas duas primeiras partidas.
“Os gols de Augusto saíram mais por dentro do que pela beirada. Ele é um atleta agudo, mas hoje é quem joga mais por dentro mesmo com todas as dificuldades (por não ser sua característica). Robinho é o nosso desafogo. Ele é bom no mano a mano e conseguiu entrar em forma mais rápido. É magro, leve e tem um bom físico”, afirmou o técnico.
Com o modelo de jogo definido, a maior dificuldade é organizar o sistema ofensivo, principalmente o setor de criação, composto pelos armadores Daniel Sobralense e Arthur Rezende, ambos escolhidos como batedores de falta. O nome mais forte da parte defensiva é o do experiente lateral-direito Vítor, de 35 anos, um dos poucos remanescentes e destaque nos treinamentos. Pela experiência e liderança, ganhou a braçadeira de capitão por mais uma temporada.
“Ele sabe que é o capitão, mas prefere não expor”, disse o comandante. Com um discurso humilde, o jogador minimizou a responsabilidade. “Minha determinação é a mesma. Vou sempre estar falando e cobrando do mesmo jeito. Sou um cara competitivo e quero ganhar sempre”, pontuou.
Mesmo considerando a equipe longe do ideal, Júnior Rocha acredita numa evolução gradativa, até porque foi preciso queimar etapas durante a preparação. Alguns atletas, por exemplo, só chegaram no decorrer dos treinos, enquanto outros se machucaram, como o zagueiro Eduardo Brito (pubalgia), o lateral-direito Rafinha (coxa direita), o meia Héricles (púbis) e o meia Willams Luz (coxa esquerda). Ao todo, o clube anunciou 15 reforços: os goleiros Tiago Machowski e Ricardo Ernesto; os zagueiros Renato Silveira, Augusto e Genílson; o lateral esquerdo Paulo Henrique; o lateral direito Rafinha; os volantes Jorginho, Jefferson Silva e Ilaílson; os meias Arthur, Daniel Sobralense e Héricles; os atacantes Robinho e Robinho Mota.

Fonte: Folha de Pernambuco, 14/01/2018

Nenhum comentário: