quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Em sua 7ª apresentação no ano, o Santa Cruz goleia o Treze


EM SUA 7ª APRESENTAÇÃO NO ANO, O SANTA CRUZ GOLEIA O TREZE

Cassio Zirpoli

Em sua 7ª apresentação oficial em 2018, o Santa Cruz finalmente saiu vencedor. Ao superar o Treze, num Arruda deserto, o tricolor evitou uma marca indigesta – um novo tropeço teria igualado a pior largada do clube numa temporada, com 7 jogos, em 1985. Para a alegria da torcida, acompanhando pela tevê, a história não se repetiu. Com o resultado positivo, o time pernambucano chegou à 2ª colocação do grupo A do Nordestão.
O vazio na arquibancada se explica. A partida ocorreu de portões fechados, cumprindo a punição imposta pelo STJD devido aos objetos arremessados por torcedores na semifinal regional de 2017. No pré-jogo, o cenário neutro até animou o visitante, mas com a bola rolando os corais abriram o placar logo aos 5 minutos, numa boa trama iniciada pelo lateral Vítor, que tabelou e recebeu para finalizar – foi apenas a 3ª vez que o time ficou em vantagem no ano. A partir disso, a equipe de Júnior Rocha retraiu. Não abriu mão da posse de bola (teve 51% no 1T), mas pouco atacou, esperando o erro do adversário.
O Treze até pressionou, com duas boas defesas de Machowski, mas tomou um contragolpe mortal aos 22. Os tricolores avançaram num 3 contra 1, com Jeremias (um dos melhores) chegando livre para tocar a bola entre as pernas do goleiro Saulo. Foram as duas únicas finalizações do Santa na primeira etapa. Portanto, foi eficiente. No 2T, o Treze voltou sem Marcelinho Paraíba – desgaste natural de um atleta de 42 anos. O visitante se lançou ao ataque e deu vários contragolpes ao campeão nordestino de 2016, com Arthur Rezende aproveitando um para definir a primeira vitória (e goleada) no ano, 3 x 0.

Histórico de Santa Cruz x Treze (todos os mandos)
 

87 jogos
41 vitórias tricolores (47,1%)
22 empates (25,2%)
24 vitórias paraibanas (27,5%)


Fonte: Diario de Pernambuco, 06/02/2018

Nenhum comentário: