quarta-feira, 7 de março de 2018

Após clima esquentar, Júnior Rocha evita polêmica


APÓS CLIMA ESQUENTAR, JÚNIOR ROCHA EVITA POLÊMICA

Daniel Lima

O clima esquentou nos bastidores antes do Clássico das Multidões. As diretorias de Sport e Santa Cruz trocaram farpas por conta da arbitragem e as declarações polêmicas dos dois lados dão um tempero a mais. Para o vice-presidente de futebol rubro-negro, Guilherme Beltrão, se não houvesse erros o Tricolor brigaria para não cair no Campeonato Pernambucano. Já o presidente coral, Constantino Júnior, retrucou dizendo que a Cobra Coral foi prejudicada, enquanto o maior rival tinha sido beneficiado.
Perguntado sobre os ataques entre os dirigentes às vésperas do clássico, o técnico Júnior Rocha deixou de lado as discussões extracampo, mas disse que faz parte da rivalidade. “Isso é o do futebol. Somos adversários, mas não inimigos. Polêmicas são normais, principalmente nos clássicos. Tudo muda, porém não tenho nada a declarar sobre isso. Estou por fora dessas questões”, minimizou na entrevista coletiva.
Os três grandes da Capital já criticaram a arbitragem comandada pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF) no Estadual. Inclusive, Guilherme Beltrão já havia dito em outra oportunidade que “estavam tentando dar o título do Campeonato Pernambucano ao Náutico”. Já pelo lado do Santa, o vice de futebol Felipe Rego Barros culpou duas vezes as falhas dos árbitros pelos tropeços em casa e detonou o quadro arbitral da entidade.


Fonte: Folha de Pernambuco, 06/3/2018

Nenhum comentário: