quinta-feira, 8 de março de 2018

Sport 1 x 1 Santa Cruz


SPORT 1 x 1 SANTA CRUZ

Gustavo Lucchesi

Tudo igual no primeiro Clássico das Multidões da temporada 2018. Em jogo recheado de fortes emoções e confusão no setor da torcida tricolor, Sport e Santa Cruz ficaram no 1x1, na noite desta quarta-feira (07), na Ilha do Retiro. Com o placar, quis o destino que as duas equipes terminassem na terceira e na sexta colocação, respectivamente, e assim irão se enfrentar precocemente nas quartas de final do Estadual. Em jogo único, os rubro-negros possuem apenas a vantagem de jogar em casa. Em caso de empate, a decisão sairá nos pênaltis.
Um dos principais ingredientes de um clássico é a cautela. Como é conhecido no dito popular, jogos desse porte "são decididos nos detalhes". E com toda essa prudência adotada pelos dois lados, poucas emoções e muito estudo das equipes nos primeiros minutos da etapa inicial. Explorando as pontas ofensivas, Nelsinho Baptista conseguiu segurar os laterais do Santa Cruz e praticamente obrigou o time coral a atacar apenas pelo meio e assim controlando os ataques dos visitantes com certa facilidade. Seguro na parte defensiva, o Sport passou a pensar no lado ofensivo. E para isso preciso fazer uma alteração logo aos 22 minutos. Nervoso com o seu primeiro clássico, Índio não conseguiu render e deu lugar a Thomás.
E não demorou para a alteração surtir efeito. Com apenas quatro minutos em campo, Thomás acertou lindo chute de esquerdo e fez a festa dos rubro-negros: 1x0. A partir do tento, o Leão passou a mandar e pressionar. Com três oportunidades desperdiçadas pelo lado leonino, a Cobra Coral foi venenosa na única chance que teve de dar o bote. Aos 40 minutos, em linda jogada de Héricles, com direito a passe de calcanhar, Fabinho Alves tocou na saída de Magrão.
Na etapa final, o Sport continuava tendo mais iniciativa ofensiva, mas o Tricolor passou a se defender melhor. Sem mudar o desenho tático, os leoninos tiveram a melhor chance aos três minutos, em falta cobrada por Marlone para a boa defesa de Tiago Machowski. Em duas chances que teve, o atacante Leandro Pereira desperdiçou e acabou deixando o campo sob muitas vaias da torcida. E sem muita emoção no final de jogo, o Clássico das Multidões terminou empatado.

CONFUSÃO
 

Nos minutos finais do primeiro tempo, um torcedor do Santa Cruz acendeu um sinalizador, o que é proibido nos estádios do mundo inteiro. Para encontrar o infrator e recolher o artefato, a polícia saiu do alto da geral do placar de forma ríspida e acabou derrubando alguns torcedores, causando um efeito dominó, com muita gente imprensada nos alambrados. Na confusão, os policiais usaram spray de pimenta e houve confronto com a torcida. Segundo os bombeiros, 40 pessoas foram atendidas. Os casos mais graves foram levados para unidades de saúde.

FICHA TÉCNICA:

SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Léo Ortiz e Sander; Pedro Castro, Neto Moura, Gabriel, Marlone e Índio (Thomás); Leandro Pereira (Mikael). Técnico: Nelsinho Baptista.

SANTA CRUZ: Tiago Machowsky; Vitor, Genilson, Augusto Silva e Paulo Henrique; Luiz Otávio, Jorginho (Leandro Salino), Daniel Sobralense (Jeremias) e Hericles; Robinho e Fabinho Alves (Geovani). Técnico: Júnior Rocha.

Local: Ilha do Retiro (Recife). Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez. Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca e Clovis Amaral da Silva. Gols: Thomás (aos 26 do 1ºT) e Fabinho Alves (aos 40 do 1ºT). Cartões amarelos: Ronaldo Alves (Sport). Jorginho e Jeremias (Santa). Público: 13.218. Renda: 216.095,00.


Fonte: Folha de Pernambuco, 07/3/2018

Nenhum comentário: