quinta-feira, 15 de março de 2018

Sport 3 x 0 Santa Cruz


SPORT 3 x 0 SANTA CRUZ

Gustavo Lucchesi

Nem tensão, nem confusão, enfim a noite foi de futebol no segundo e último Clássico das Multidões de 2018, com a festa final sendo completa do Sport. Dentro da sua jaula, o Leão foi feroz e não deu chance ao Santa Cruz, vencendo por 3x0, nesta quarta-feira (14), na Ilha do Retiro. A vitória garantiu aos rubro-negros a vaga para a semifinal do Campeonato Pernambucano. Para os tricolores, a eliminação no Estadual significa foco total na Copa do Nordeste, onde o time está praticamente classificado para o mata-mata. Nas semifinais, o Sport vai encarar o Central, que venceu o América por 3x2, também nesta quarta-feira (14). Como manda o regulamento, a decisão da vaga para a final da competição será também em partida única e realizada em Caruaru, já que os centralinos possuem melhor campanha na Primeira Fase.
E para os de coração fraco que estão acostumados a um começo de jogo mais devagar, com as duas equipes se estudando, acabou surpreendido. Os primeiros dez minutos do duelo foram eletrizantes. E com apenas um minuto de jogo o placar já estava aberto. Em erro na saída de bola da zaga coral, Rogério driblou o marcador e achou Marlone na marca do pênalti, que chegou batendo e fazendo a Ilha explodir em festa. Com um esquema diferente do habitual, o Sport abriu mão do homem centralizado de armação e passou a atuar num 4-3-3, com Anselmo como único homem à frente da zaga, Neto Moura e Gabriel mais adiantados, Marlone na esquerda, Thomás na direita e, como surpresa, Rogério no lugar de Leandro Pereira como homem de referência.
E foi assim que o Leão continuou pressionando os tricolores. Aos quatro minutos, Gabriel arriscou de fora e Tiago Machowsky fez bela defesa. Pressionando os tricolores no campo de ataque, os leoninos conseguiam se beneficiar pelos erros de passe do adversário. Aos 25, foi a vez do próprio Machowsky falhar e Rogério perder boa oportunidade. Cinco minutos depois, o mesmo Rogério perdeu nova chance, batendo mal da meia-lua. Na reta final da primeira etapa, o segundo tiro certeiro rubro-negro. Em bela enfiada de Neto Moura, Raul Prata cruzou, a zaga cochilou e Anselmo apenas completou para o fundo do gol: 2x0.
Na etapa final, mudanças nas propostas de jogo. Em vantagem no marcador, o Sport passou a se fechar mais e sair nos contra-ataques. No lado coral, uma equipe mais aberta e mais dedicada ao ataque. A primeira grande chance veio aos 13 minutos. Em linda falta cobrada por Robinho, a bola parou no travessão de Magrão. No lance, o arqueiro se chocou com a trave e deixou o gramado. Mas a pressão tricolor não foi decisiva. Isso coube novamente ao volante Anselmo. Em mais uma falha da defesa do Santa, a bola sobrou para o volante rubro-negro só tocar para o fundo do gol, para delírio geral na Ilha do Retiro. Desnorteada, a Cobra Coral não conseguiu ter forças para reagir. No final, como manda o figurino, gritos de “eliminado!” e “olé” por parte da torcida rubro-negra.

FICHA TÉCNICA



SPORT: Magrão (Anselmo); Raul Prata, Ronaldo Alves, Léo Ortiz e Sander; Anselmo (Fellipe Bastos), Neto Moura, Marlone, Gabriel e Thomás; Rogério (Índio). Técnico: Nelsinho Baptista.

SANTA CRUZ: Tiago Machowski; Vítor, Augusto Silva, Genílson e Henrique Ávila; Leandro Salino (Daniel Sobralense), Luiz Otávio, Hericles, Arthur Rezende (Vinícius) e Robinho; Fabinho Alves (Geovani). Técnico: Júnior Rocha.

Local: Ilha do Retiro (Recife). Árbitro: Nielson Nogueira Dias. Assistentes: Clóvis Amaral e Ricardo Chianca. Gols: Marlone (a um do 1ºT) e Anselmo (aos 42 do 1ºT e aos 25 do 2ºT). Cartões amarelos: Ronaldo Alves e Raul Prata (Sport). Tiago Machowski e Augusto Silva (Santa). Público: 15.180. Renda: R$ 283.685,00.


Fonte: Folha de Pernambuco, 14/3/2018

Nenhum comentário: