segunda-feira, 23 de abril de 2018

Santa Cruz 3 x 1 Atlético-AC


SANTA CRUZ 3 x 1 ATLÉTICO-AC

Daniel Leal

Foi uma noite especial para Carlinhos Paraíba. Regada a muita, mas muita chuva mesmo no Arruda. Voltando a vestir a camisa do Santa Cruz após 11 anos, o volante foi uma capítulo à parte em uma noite onde o gramado pouco esteve apto para a prática do futebol. Principal contratação do clube em 2018, o atleta de 35 anos provou que, acima da média para uma Série C, pode ser (até debaixo d’água!) a referência técnica que faltava ao time. Foi ele que comandou a primeira vitória coral no Brasileiro, neste domingo, diante do Atlético-AC: 3 a 1. Carlinhos, claro, deixou sua marca.
O demais gols do Tricolor foram marcados por Geovani e Robert. Araújo descontou para os acreanos. Com quatro pontos, o Santa Cruz agora chegou à terceira colocação do Grupo A da Série C. A equipe volta a campo agora no próximo sábado, quando irá receber o ABC, novamente no Arruda. A partida irá marcar a estreia do técnico PC Gusmão, que apenas assistiu dos camarotes à vitória coral nesta segunda rodada.
 

O jogo
 

Vitorioso ao fim do primeiro tempo, o Santa Cruz fez por onde merecer a vantagem parcial. Porém, quem assustou primeiro foi a equipe acreana. Ávila foi traído por uma poça d’água e a bola ficou com Polaco, que quase abriu o placar logo nos segundos iniciais de partida. A resposta não tardou. Aos 5, Robert recebeu na área e finalizou para defesa de Eudes. Aos 11, o gol tricolor. Ávila foi derrubado na área. Pênalti cobrado por Robert e defendido por Eudes. No rebote, Geovani foi veloz e, em posição duvidosa, mandou para as redes.
Com o gramado bastante prejudicado pela forte e insistente chuva, as duas equipes se atrapalharam muito. Ainda assim, o Santa Cruz esteve sempre mais perto de ampliar o placar do que sofrer o empate. Graças ao toque de qualidade de Carlinhos Paraíba. Aos 34, o volante soltou uma bomba de fora da área com perigo. Aos 36, um passe precioso, na medida, para Robert, sozinho na pequena área, desperdiçar. A resposta do Atlético veio aos 39, com Polaco, de fora da área, assustando Machowski.


Segundo tempo

Após o intervalo, a chuva que já era forte ficou ainda mais intensa. Resultado: o gramado ficou impraticável para a prática do esporte. Muitas trombadas, jogadas mais ríspidas, passes errados e bolas engolidas peças poças. A situação ficou tão crítica que, aos 15 minutos, o árbitro Christiano Gayo interrompeu o jogo por alguns instantes e só resolveu voltar após conversa com os capitães do times. Em seguida, a chuva deu uma leve trégua e a partida melhorou.
O Atlético chegou ao empate aos 19 minutos pelo único jeito possível: pelo alto. Altemir avançou pela direita, cruzou, Rafael desviou e Araújo mandou para as rede, no apagão da defesa coral. Aos 26, Fabinho Alves foi derrubado por João Marcus na área. Na cobrança, Carlinhos Paraíba mandou um torpedo e recolocou o Santa Cruz à frente. Aos 30, a redenção de Robert. O atacante recebeu cruzamento rasteiro de Fabinho Alves e empurrou para as redes, ampliando o placar e sacramentando a vitória coral.
 

Ficha do jogo

SANTA CRUZ: Tiago Machowski; Vítor, Danny Morais, Augusto Silva e Henrique Ávila; Luiz Otávio, Carlinhos Paraíba (Jeremias) e Geovani (Charles); Fabinho Alves (Sandoval), Robinho e Robert. Técnico: Adriano Teixeira (interino).

ATLÉTCO-AC: Eudes; Matheus, João Marcus, Diego e Jeferson; Leandro (Wilson), Eduardo (Reginaldo Júnior), Jackson e Polaco (Araújo); Altemir e Rafael. Técnico: Álvaro Miguéis.

Local: Estádio do Arruda, no Recife. Árbitro: Christiano Gayo Nascimento (DF). Assistentes: Lucas Torquato Guerra (DF) e Kleber Alves Ribeiro (DF). Gols: Geovani (12’ do 1ºT), Carlinhos Paraíba (27’ do 2ºT) e Robert (30’ do 2ºT) (S); Araújo (19’ do 2ºT) (A). Cartões amarelos: Danny Morais (S); Leandro, Jackson, João Marcus (A).


Fonte: Diario de Pernambuco, 22/4/2018

Nenhum comentário: