quarta-feira, 4 de abril de 2018

“Sempre sonhei em voltar para o Santa”


"SEMPRE SONHEI EM VOLTAR PARA O SANTA"

Daniel Lima

Ainda antes do desembarque de Carlinhos Paraíba na capital pernambucana, o Santa Cruz informou que por conta de problemas com o voo, haveria um atraso de mais de uma hora na chegada do meia ao Recife, antes prevista para as 12h30, mas só aconteceu por volta das 14h30. Após convocar a torcida para comparecer em massa e invadir ao saguão do Aeroporto Internacional dos Guararapes, a presença foi tímida e apenas dezenas de tricolores recepcionaram o jogador, de 35 anos. Ele agradeceu o comparecimento dos torcedores para recebê-lo e retribuiu o carinho ao se sentir prestigiado em sua volta ao Brasil após cinco temporadas atuando fora do país, no Japão.
“Sempre sonhei em voltar para o Santa Cruz. Espero que o projeto dê certo. Vou conversar com a diretoria e confio (no desfecho). Volto em um momento bom da minha carreira e espero contribuir da melhor forma possível. Não venho pra cá para encerrar a minha carreira e quero corresponder”, declarou o meio-campista em suas primeiras palavras e contato com a imprensa pernambucana.
A última passagem do atleta no futebol brasileiro foi em 2011, quando estava no São Paulo. Se assinar contrato com o Santa, Carlinhos Paraíba selaria um retorno ao Arruda 11 anos depois de ter vestido a camisa coral, no ano de 2007. Com proposta em mãos e perto de um acerto, o meio-campista, ao lado do seu empresário, Julio Fressato, tem uma reunião com a diretoria da Cobra Coral. As partes conversam ao longo da semana e o martelo pode ser batido a qualquer momento.
“Conversei com a diretoria por telefone, mas agora vou falar pessoalmente. Espero fechar o contrato e dar alegrias ao torcedor. Estou me sentindo bem e mais experiente. Posso dar uma resposta dentro de campo. Estava jogando durante esse tempo todo longe do Brasil e retorno para fazer o que mais gosto”, comentou.

Projeto Camisa 12

Com a iniciativa da torcida, o clube lançou uma campanha para angariar recursos e contratar um reforço de “peso”. A meta do Projeto Camisa 12 é arrecadar R$ 250 mil no total e até agora mais da metade da verba já foi levantada. Mesmo com o futuro indefinido, Carlinhos Paraíba não teme uma novela na negociação e acredita no desfecho.
“Não tem receito (de não chegar a um acerto) porque só depende da torcida. Sei do carinho dela por mim e vai dar tudo certo”, finalizou.


Fonte: Folha de Pernambuco, 03/4/2018

Nenhum comentário: