sexta-feira, 25 de maio de 2018

A escolha do Santa por Roberto Fernandes


A ESCOLHA DO SANTA POR ROBERTO FERNANDES

Daniel Lima

Com a saída do técnico Paulo César Gusmão, que entregou o cargo após o vexame nas quartas de final da Copa do Nordeste, a diretoria de futebol do Santa Cruz agiu rápido e trouxe Roberto Fernandes como substituto para assumir o comando na sequência da Série C. Já no Recife, juntamente com um auxiliar, e com contrato até o fim do Brasileiro, ele tem apresentação marcada para esta quarta-feira (24), às 14h30, no Arruda. O que pesou na escolha foi o conhecimento do treinador no futebol pernambucano. Inclusive, o seu trabalho mais recente da carreira aconteceu no rival Náutico, onde acumula quatro passagens (2007, 2008, 2010 e 2017-2018), sendo a última delas nesta temporada, com a conquista do título estadual, encerrando um jejum de 14 anos.
“Roberto Fernandes é um treinador que tem capacidade para disputar a Série C, até porque ele conhece muito bem a competição e o nosso grupo. Chegou até a jogar contra a gente este ano (no Pernambucano e na Série C). Vem de um bom trabalho no Náutico e já sabe como é o nosso futebol. A gente confia que ele possa ir bem aqui, fazendo um Brasileiro seguro para ficar na zona de classificação”, declarou o diretor Jomar Rocha na entrevista coletiva, em anúncio oficial.
Para a direção, o novo comandante pode trazer motivação por conta do seu perfil. Por outro lado, o profissional, de 47 anos de idade, é torcedor declarado do Timbu, mas o fato não gera temor interno. Mesmo com um histórico de polêmicas, o extracampo dele também não preocupa.
“Ele é profissional do mercado e motivador. Já teve várias experiências em sua trajetória e a paixão pelo Náutico não vai atrapalhar o trabalho no Santa Cruz. Entre o que se fala e o que realmente acontece, prefiro me apegar aos dados que buscamos. Fomos atrás de informações e não de especulações de outras fontes”, afirmou Jomar Rocha.
Sobre a negociação e a parte salarial, o dirigente deu poucos detalhes. “Foi tudo muito rápido. Depois da conversa com PC (Gusmão), surgiram três nomes. Mas o clube quis Roberto (Fernandes), assim como ele quis o Santa. A questão dos salários está dentro da nossa realidade financeira, já que procuramos sempre respeitar o orçamento”, simplificou.
Terceiro técnico do Santa na temporada, Roberto Fernandes assume o Tricolor a 12 rodadas do fim da primeira fase do Campeonato Brasileiro da Terceira Divisão e tem o acesso à Série B como principal objetivo.


Fonte: Folha de Pernambuco, 24/5/2018

Nenhum comentário: